Parques naturais garantem turismo de aventura durante as férias

No Brasil, diversidade da fauna e da flora proporciona, aos turistas, opções de lazer e conhecimento sobre diversidade natural.

Quem decidir aproveitar as férias para conhecer os parques naturais do Brasil estará visitando o que há de melhor em atrativo natural no mundo, segundo o Fórum Econômico Mundial (FEM). Os 73 parques brasileiros que estão sob os cuidados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) encantam turistas pela preservação e diversidade de plantas e animais.

Só no ano passado, os parques receberam mais de sete milhões de visitantes. Para aumentar o número de pessoas viajando no Brasil, o Ministério do Turismo tem buscado, junto ao ICMBio, a concessão desses parques, para que eles recebem mais investimentos para melhoria da infraestrutura. A ação faz parte do Brasil + Turismo, pacote de medidas lançado pelo governo federal, em abril, com o intuito de fortalecer o setor de viagens.

Conheça os 10 parques mais visitados:

Parque Nacional da Tijuca (RJ) – O número um no ranking de visitantes abriga o corcovado e o Cristo Redentor. As florestas do local são resultado do primeiro grande projeto mundial de reflorestamento, iniciado em 1861. No passado, a produção de carvão e café dizimaram quase toda a mata. Começou, então, um processo de desapropriação das fazendas e replantio de 100 mil árvores. Atrações como o Circuito do Vale Histórico, o Lago das Fadas, as Grutas e a Pedra Bonita fazem parte do roteiro de quem busca o parque como destino.

 Parque Nacional do Iguaçu (PR) – O segundo parque mais visitado do Brasil abriga a Mata Atlântica da região Sul, além das grandiosas Cataratas do Iguaçu. O local foi instituído, em 1986, como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO e tem como opões de lazer trilhas, passeios de botes e voo de helicóptero. Restrições de acessibilidade não são empecilho para o turista que busca adrenalina, pois o parque tem atrações acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou em cadeira de rodas.

Parque Nacional de Jericoacoara (CE) – O objetivo do parque é proteger os ecossistemas costeiros e proporcionar pesquisas científicas, além de receber turistas interessados em apreciar as formações rochosas. A Pedra Furada, por exemplo, foi esculpida pela ação do tempo e das ondas do mar. Praias, ciclismo e passeios ecológicos nos manguezais são outras opções de diversão.

Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha (PE) – As praias e piscinas naturais com águas verde-esmeralda são um dos encantos do parque. Elas oferecem mergulhos no fundo do mar e uma visão de animais marinhos como polvos, lagostas, raias, tubarões e uma variedade de peixes. Para quem nunca viu golfinhos ou tartarugas de perto, essa é uma oportunidade.


Créditos (a partir da foto acima à esq. em sentido horário): ICMBio; ICMBio; ICMBio; Geraldo Gurgel

 

Parque Nacional de Brasília (DF) – A criação do parque está profundamente ligada à criação da capital do país e surgiu a partir da necessidade de proteger os rios fornecedores de água potável para a cidade. A principal atração do parque são as piscinas, mas os visitantes também podem aproveitar as trilhas, cachoeiras e rios que garantem ao turista conhecimentos sobre o Cerrado do Planalto Central.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) –  Que tal encarar uma escalada no Dedo de Deus ou na Agulha do Diabo? Esportes radicais são bem-vindos nesse parque, considerado um dos melhores do país para a prática de esportes de montanha. A diversão fica por conta das trilhas com mais de 200 km e vários graus de dificuldade, além dos banhos de cachoeira.

Parque Nacional da Chapada do Guimarães (MT) – Sítios arqueológicos, grandes paredões de arenito e diversidade de fauna e flora fazem parte das atrações da Chapada dos Guimarães. A Cachoeira Véu da Noiva é um dos atrativos principais e conta com 86 metros de altura, que podem ser avistados de um mirante.

Parque Nacional do Itatiaia (RJ/MG) – Localizado na Serra da Mantiqueira, entre os estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, o Itatiaia é considerado o primeiro parque nacional do Brasil. Lá está um dos picos mais altos do país, o das Agulhas Negras, com quase 2,8 mil metros, além de atrações como o Maciço das Prateleiras, o Vale do Aiuruoca, a Pedra do Altar e o Mirante do Último Adeus.

Parque Nacional Aparados da Serra (RS) – Sentir-se pequeno em meio aos paredões verticais de até 700 metros do Cânon Itaimbezinho é uma das sensações que o turista terá ao visitar o Aparados da Serra.  Ao longo das trilhas do Vértice, Cotovelo e do Rio do Boi está a Mata Atlântica e a Floresta de Araucárias, belezas naturais que enriquecem o passeio.

Parque Nacional de São Joaquim (SC) – Rochas vulcânicas de 133 milhões de anos fazem parte da história do Parque de São Joaquim. O local foi criado para proteger a Mata de Araucárias e tem como cartões postais a formação rochosa Pedra Furada e o Morro da Igreja, ponto mais mais alto da região, com 1.822 metros. Do Morro, o turista consegue observar a imensidão do parque.


Créditos (da esquerda para a direita): ICMBio; ICMBio 

Por Nayara Oliveira

Créditos (a partir da foto título à esq. em sentido horário): ICMBio; ICMBio; Embratur; Ricardo Rollo

Fonte: http://www.turismo.gov.br/

Conheça:

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Parque Estadual da Serra do Mar

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: