Viagem de moto: 10 práticas para pegar a estrada com segurança

Pegar a estrada sob duas rodas representa uma sensação de liberdade que poucas coisas podem oferecer! Mas, como em tudo na vida, alguns cuidados são necessários para uma viagem mais segura e confortável na sua moto. Saiba quais são esses cuidados a seguir:

1 – Revisão geral: antes de pegar a estrada é preciso levar a moto a um mecânico de confiança para que ele faça uma revisão completa, conferindo o estado dos pneus, bateria, faróis, correntes, lubrificação, freios e outros itens.
2 – Equipamento de segurança: na estrada, motociclistas devem usar o traje completo com luva, casaco, calça (ou macacão), botas e, principalmente, capacete. Essas peças podem até ser “estilosas”, mas a principal função delas é proteger, evitando fraturas, machucados e até mesmo salvar vidas. Uma dica é procurar os modelos reflexivos ou mesmo adesivos que refletem a luz na moto, para que os outros motoristas vejam seu o veículo nos dias de baixa visibilidade.
Lembre-se também de levar consigo capa de chuva, lanterna, kit de ferramentas e de primeiros socorros.
3 – Bagagem: como as motos possuem pouco espaço para bagagem, os motociclistas precisam utilizar baús ou mochilas. No caso dos baús, tome o cuidado de equilibrar o peso da moto, ler o manual de instruções dos dois e evitar colocá-lo encostado no escapamento ou atrapalhando o esterçamento do guidão. Já com a mochila, prefira os modelos com cinta abdominal e presilha peitoral nas alças, e regule a mochila para que ela fique apoiada no banco e alivie a carga nos ombros.
Para evitar transtornos certifique-se de amarrar bem toda sua bagagem e guardar itens como roupas e comida em sacos plásticos – para evitar problemas no caso de chuva.

4 – Curvas: preste atenção na sinalização para antecipar seus movimentos em todas as curvas. Se por acaso você entrar rápido demais em uma curva, utilize somente o freio traseiro para corrigir isso, lembre-se que o freio dianteiro pode mudar a direção da moto, por isso não serve para curvas. Fora das curvas o ideal é utilizar os dois freios ao mesmo tempo.
5 – Não pare no acostamento: apesar do acostamento ser o lugar próprio para paradas, esse lugar oferece um risco alto aos motociclistas que ficam expostos ao risco de assaltos. Nunca reaja a assaltantes armados para não colocar você mesmo ou seus acompanhantes em situações de risco. Se precisar parar, prefira um posto de gasolina e estacionamento, por exemplo. Uma dica importante é utilizar rastreadores para motos, pois ele aumenta a segurança em caso de roubo ou furto. Nos Brasil, este tipo de serviço vem crescendo cada vez mais devido ao excelente custo do serviço.
6 – Evite o corredor: na estrada os motoristas não estão acostumados com motos no corredor, portanto, evite a condução nesse espaço.
7 – Faixas escorregadias e óleo: mantenha-se longe das faixas de orientação da via, principalmente em dias de chuva, pois a tinta usada nelas geralmente é escorregadia e pode fazer com que você perca o controle da moto. O mesmo vale para manchas de óleo na estrada. Caso você se depare com uma dessas situações, segure firme no guidão e não tracione.
8 – Cabeceira de pontes: quando entrar ou sair de uma ponte, dê uma levantada do banco. O impacto do desnível entre a cabeceira da ponte e a estrada pode provocar um salto e assim o descontrole da moto, além de ser prejudicial para a coluna.
9 – Buracos: faça o possível para evitá-los, e quando for inevitável, tente frear antes e não dentro do buraco, ou levante na moto ao passar por ele.

10 – Quando a queda for inevitável solte a moto, por mais doloroso que pareça deixar sua moto ir é mais seguro para você.

Este artigo foi produzido pela equipe Ituran Rastreadores, para o Andarilhar. Conheça acessando aqui!

Crédito da imagem: Craig Howell e Cães Moto Club

Fonte: http://andarilhar.com/

Leave a Comment

Translate »
%d blogueiros gostam disto: