Roteiros do Vale Histórico

As árvores da pracinha central enfeitadas com crochê colorido e a música clássica nos auto falantes da igreja anunciam mais uma noite especial em São José do Barreiro. Quartetos de cordas, orquestras, cameratas, uma soprano acompanhada de um pianista e um concerto de harpa e flauta são só alguns dos espetáculos já presenciados por um público a cada dia mais interessado. E a cada evento uma viagem por algum tema histórico diferente, com muita informação e imagens antigas que fazem os olhos brilharem.

O próximo evento será dia 15 de junho, sábado – 19h, com a presença da Banda Sinfônica de Barra Mansa e a história de Ribeiro Couto – O promotor poeta e cronista – da São José do Barreiro de 1924.

O Projeto Música e História na Igreja foi iniciado em 2016, com o objetivo de oferecer uma opção de lazer aos moradores e visitantes de São José do Barreiro e do Vale Histórico, difundir a cultura musical e ainda resgatar a rica história do município e região. Areias também entrou no circuito do projeto e já realizou dois eventos e prepara o próximo, além de organizar todo mês uma grande Feira da Roça. Outras cidades tem feito bonito na área cultural, como Cunha, que vem se destacando na gastronomia com vários festivais, Bananal, que possui um outro lindo projeto, “O som da Bocaina”, com concertos no Casarão Aguiar Valim e Silveiras, com festivais caipiras e de comida tropeira.

Todos esses eventos são ótimas opções para os fins de semana, incluindo visitação às fazendas, compras de produtos da roça, comidas típicas, passeios na Serra da Bocaina e na Serra da Mantiqueira e muita natureza!

Pousadas e restaurantes do Vale Histórico sempre tem programação especial, como os “São João” da Pousada Águas da Marambaia e da Fazenda Santa Vitória em Queluz, de 21 a 23 de junho e a festa junina do Restaurante B de Bocaina em Bananal, dia 21 de junho.

Visitar as fazendas históricas é uma outra excelente opção. Em Areias, a Fazenda Vargem Grande (1837), possui um jardim de Burle Marx (sob agendamento). Em São José do Barreiro há a Fazenda Pau d’Álho (1817), com entrada gratuita e a Fazenda São Francisco (1813), com sala de memórias e museu do pintor Armando Viana (sob agendamento) e em Bananal a Fazenda dos Coqueiros é uma viagem pela história do café, com um acervo incrível de objetos de época.

Descubra os encantos e sabores do Vale Histórico!

Deixe uma resposta