Artesanato

O legado artesanal do Vale Histórico começou no século XVIII, quando as tropas começaram a usar a região para trânsito formando as paradas e ranchos. Naqueles tempos os primeiros artesãos que se dirigem à região, para elaborar e vender seu trabalho, são ferreiros, cesteiros, carpinteiros, oleiros e entalhadores de madeira, que produziam e vendiam peças e serviços de utilidade aos viajantes e moradores locais.


 No século XX, na década de 70 surge nos municípios de Cunha, Bananal e Silveiras uma produção organizada de arte e artesanato popular que foi implantada por indivíduos interessados em trazer, através do ensino das novas técnicas, uma melhoria de vida para a população local.


Em Bananal no inicio da década de 1970, Dona Laurinha resgata as técnicas de produção de Crochet, e incentiva os moradores do município a produzir.


Em Silveiras a produção de pássaros de madeira, implantada a partir de 1976, pelos artesãos Denise e João Camillo, muda o cenário da pequena cidade.


Em Cunha o processo começa em 1975, quando a japonesa Mieko Ukeseki Konishi e o português Alberto Cidraes chegaram à cidade em busca de um local para trabalhar.

 

 

 

 

   Comente no Facebook




Compartilhe esta p√°gina

Escolha um bot√£o para compartilhar nosso site na sua linha do tempo:









  google+



Pesquisa de opini√£o

O que você acha da qualidade de informação dos sites de turismo?